Bitcoin pode disparar 185% depois de marcar o pior trimestre da história

Caramba, em primeiro lugar quero até agradecer pelas visitas neste blog. Por ser um projeto com o qual eu nem ando tendo muito cuidado, fico até agradecido que venham pessoas aqui. E talvez eu comece a ter mais coisa sendo publicada aqui. Vamos ver.

Mas nem é para isto que eu estou aqui. É mesmo para falar um pouco sobre este sangue que está o mercado de Bitcoin nos últimos tempos. Desde janeiro estamos tendo um dos piores anos. Meu portfolio mesmo está com um dos piores valores deles nos últimos tempos ( na realidade desde que comecei a monitorar, porque antes não tinha este cuidado ).

Como comecei meu monitoramento em fevereiro usando o Cointracking ( aconselho a usar porque é muito bom junto com o app Delta – vou falar sobre ambos em breve aqui ) portanto não peguei a alta histórica do Bitcoin em 17 de dezembro onde ele chegou a US$ 19.851.

Portanto em teoria eu ainda estou meio que no lucro. Mas quem monitora desde esta época está marcando uma tristeza tremenda pois o primeiro trimestre de 2018 marcou uma queda de pelo menos 45%, ou seja, pelo menos 40% do porftolio da maioria dos investidores foi para o espaço se a pessoa não apostou no trade e foi ganhando alguma coisa ali.

Mas há notícias interessantes de acordo com o InfoMoney. O analista técnico Rodrigo Cohen acrdita que o Bitcoin pode vir a buscar um novo topo histórico na casa dos US$21.062 que representaria uma alta de 18%% se pegarmos o patarmar atual. Sim, o patamar atual e não o patamar anterior amiguinho.

Até porque hoje mesmo a moeda registrou uma pequena alta de 5,03% chegando a ser cotada a US$ 7.384, que é um valor até bom para o terror que foi nos últimos dias.

A análise do cara está sustentada em dois padrões gráficos que a moeda deixou recentemente em seus movimentos. É uma formação de topo duplo, ou M ( nas linhas vermelhas da imagem você vai observar isto facilmente ) seguido de um início de fundo duplo, ou W ( em azul ).

“Um conjunto de formações gráficas, “M” seguido de “W”, aponta para uma reversão de tendência”, diz o analista.

Para chegar a esta projeção ele usou o Fibbonacci Avançado que é um indicador de análise técnica que se baseia em uma sequência numérica para buscar pontos de suporte e resistência no gráfico.

E o cara merece crédito. De acordo com o Infomoney ele tem um bom histórico de projeções da moeda pois no início de setembro passado ele apontou que a moeda tinha espaço para atingir US$8.000 em poucos meses, e o patamar foi alcançado em novembro.

Na sequência ele ainda projetou uma alta para acima de US$ 15.000 e ela foi alcançada no começo de dezembro de 2017 e, ele havia usado este mesmo método na análise.

Mesmo assim é bom lembrar que análises técnicas não levam em consideração o humor do mercado e ultimamente é isto que tem causado grandes baixas na moeda.

Assim mesmo querendo acreditar que isto seja tecnicamente possível sei que diversos elementos externos podem ainda causar muitos problemas para o Bitcoin durante todo este primeiro semestre. Eu espero que a coisa melhore é no segundo semestre.

Mas falo isto sem análises técnicas mais apuradas. E o cara aí tem um histórico melhor que o meu, então, bora confiar né ?

 

Via Infomoney