Continuamos em queda. E desta vez um dos motivos pode ser o Google …

Estou acompanhando meu portfólio de moedas desde o início do dia e sem dúvida a coisa está muito ruim. Quedas bem acentuadas em todas as moedas, com maior acentuação evidentemente no Bitcoin.

Acabamos por sentir mais as quedas do Bitcoin porque boa parte de nós temos a maior parte de nosso portfólio baseado nele né, já que ele é dólar das criptomoedas.

E hoje pela manhã dando uma olhada nas notícias ( sim, análise também passa por estar por dentro deste mundinho ) descobri que um dos motivos para esta queda de hoje pode ser o Google.

Neste blog aqui eu não tenho mas em outros, como o Louco Por Android eu uso o Adsense.

Os anúncios que são mostrados nos blogs e no próprio Google vem do sistema de Adwords que é  plataforma que vende estes espaços para os anunciantes.

E … hoje veio uma notícia bombástica relacionado a anúncios relacionados a criptomoedas.

Em um post nesta terça-feira a gigante de buscas indicou que mudará sua lista de restrição de serviços financeiros existentes em junho deste adicionando uma lista negra nos seus serviços de anúncio: “incluindo, mas não limitado a ofertas iniciais de moedas (ICO), carteiras de criptomoedas e aconselhamento sobre trade de criptomoedas”.

“Esses anúncios não serão mais autorizados a serem publicados”, diz o blog.

A restrição se aplicará tanto as plataformas de anúncios proprietárias do Google e todas aquelas que são ligadas a eles.

Esta ação ocorre apenas um mês depois que o Facebook também anunciou que aplicaria uma política similar que proíbe propagandas que envolvem ofertas de moedas ( ICO ) e assuntos relacionados ao Bitcoin para evitar que investidores sejam lesados, coisa que infelizmente acontece muito.

Embora o Google não teha explicado em detalhes o porque da proibição a nova política chega em um momento que os reguladores dos Estados Unidos estão examinando cada vez mais os projetos de criptomoedas que promovem oportunidades de investimento fora da realidade e se promovem através de anúncios na internet.

Os últimos movimentos do Google e do Facebook, que são as duas maiores plataformas de publicidade na internet do mundo, estão alinhados, como sempre, com os esforços dos reguladores dos Estados Unidos a nível estadual e federal para reprimir as ICOs duvidosas que foram uma boa maioria no ano passado, 2017.

E como já relatamos anteriormente a Comissão de valores imobiliários dos Estados Unidos também emitiu uma série de advertências quanto ao esforço crescente no monitoramento de ofertas inicias de moedas ( ICO ) que podem vir a ser considerados emissão de títulos sem registro, ou seja, tornando esta ação em território americano ilegal.

A coisa anda preta para o mercado de criptomoedas este ano. 2018 será um ano de muitos testes e emoções.