De acordo com o Santander eles vão lançar um aplicativo de pagamento com baseado na Ripple na primavera

Eu sou cliente do Santander e posso dizer, que, pelo menos aqui no Brasil a estrutura de TI deles sempre deixa a desejar. Desde que começaram  com o novo Home Banking e novidades no app que o stress com o uso do mesmo sempre é meio complicado.

Mas ao mesmo tempo como entusiasta de criptomoedas saber disto me deixa bem feliz.

O grupo Santander ( sim, não o Santander Brasil, mas todo o grupo ) fará uma parceria com a Ripple para lançar um aplicativo de transferência de dinheiro para outros países, ou seja, transferências internacionais, usando as plataformas da Ripple Blockchain xCurrent e Ripplenet, de acordo com o informado pela Business Insider, no dia 24 de março.

Ao falar sobre o lançamento do aplicativo na conferência internacional Fintech em Londres, no dia 23 de março, Nathan Bostock, CEO do Santander no Reino Unido, disse:

“Nesta primavera, se nada nos parar, seremos o primeiro grande banco de varejo a realizar pagamentos transacionais em larga escala com a tecnologia Blockchain.”

No final de janeiro deste ano, Ana Botin, CEO do Santander, mencionou o lançamento do aplicativo na apresentação de resultados da empresa em 2017, observando que o mesmo estará funcionando na Espanha, Brasil, Reino Unido e Polônia.

De acordo com o site Business Insider o Santander investiu na Ripple em 2015 e 2016. As duas empresas testaram um aplicativo de pagamento internacional com testes em 2016 que mostrou que a tecnologia Ripple conseguiu concluir as transações em menos de um dia.

O aplicativo de pagamento também poderá mostrar uma estimativa do custo da transferência do dinheiro.

Até agora, este ano, a Ripple fez uma parceria com a MoneyGram para assentamentos fiduciários, um consórcio de 61 bancos japoneses para criar um aplicativo instantâneo para pagamentos domésticos e um banco sul-coreano para remessas internacionais “comerciais”, entre outros.

Como já era de se esperar o primeiro setor a utilizar a Blockchain seria o bancário. E com o uso desta tecnologia, cada vez mais ela irá ganhar outros mercados.

Via CoinTelegraph

loading...