Parece ser um roubo ligado ao Bitcoin: 600 computadores bem poderosos foram roubados na Islândia

Ladrões roubaram 600 computadores bem poderosos em uma operação bem grande na Islândia com a intenção de usá-los para mineração de Bitcoin.

E isto mostra com toda certeza o crescimento do interesse de organizações criminosas em criptomoedas já que é um modo de ganhar dinheiro sem os grandes riscos destas operações.

Os computadores roubados eram usados para mineração de Bitcoin e tinham o valor na época ( eles ainda não foram encontrados ) de US$2 milhões.

“Cerca de 600 computadores que eram usados para minerar bitcoin e outras criptomoedas foram roubados dos centros de dados na Islândia, no que a polícia diz ser a maior série de furtos da ilha do Atlântico Norte”, diz o artigo publicado pela The Associated Press.

Os ladrões roubaram 600 placas gráficas, 100 processadores, 100 fontes de alimentação, 100 placas-mãe e 100 conjuntos de memórias de computador para utilizar na atividade de mineração.

A mídia islandesa apelidou o crime de “The Bitcoin Heist” e as autoridades prenderam 11 pessoas incluindo um guarda de segurança.

Um juiz no tribunal de Reykjanes ordenou na sexta-feira que duas pessoas permanecessem sob custódia.
“Este é um grande roubo em uma escala nunca vista antes”, disse o comissário de polícia, Olafur Helgi Kjartansson. “Tudo aponta para isso ser um crime altamente organizado”.

Os roubos ocorream entre o final de dezembro e início de janeiro e os membros da gangue foram identificados graças a imagens nas câmeras de segurança usadas pela empresa Advania.

A Advania sofreu dois dos quatro roubos já que a empresa tinha oferecido aos seus clientes acesso a plataformas de mineração de bitcoin e por este motivo, ela passou a ser super visada.

A polícia está procurando qualquer evidência para rastrear os ladrões e as autoridades também estão rastreando o consumo de energia em toda a Islândia, já que, caso liguem seus computadores para minerar o uso de algum local passará a ser bem fora do normal.

E com isto as autoridades poderiam mirar sua atenção para um local mais fácil.

“A polícia que está rastreando os computadores roubados está monitorando o consumo elétrico em todo o país com a esperança de que os ladrões mostrem sua cara de acordo com uma fonte da indústria que falou sob anonimato porque não tem permissão de falar com a mídia”, concluiu o Associated Press.

“O uso de energia excepcionalmente alto pode revelar o paradeiro das mineradoras ilegais de bitcoin”.

E,diga-se de passagem, a Islândia é um ótimo lugar para minerar bitcoin já que lá se pode encontrar energia barata e renovável sem grandes problemas.

Com toda certeza o grupo que fez isto sabia muito bem o que estava fazendo e como usar. Eu pessoalmente acho que se eles pensaram bem a operação não irão ligar todas as máquinas em um só ponto do país, mas sim, as ligarão em diversos pontos do país ligando todas em um pool personalizado, ou público e receberão os lucros em suas carteiras.

Via Security Affairs

loading...